A verdade nua e crua

No projeto de Marcos Franchini e Nathalia Bom Conselho, materiais simples e espaço que flui criam clima de beleza exposta

Insta: Marcos Franchini

Você já olhou para alguma coisa e disse: ‘Simples demais’? Às vezes temos essa expectativa mal-acostumada de que sofisticado é dourado, chic é preto e branco (ou uma corretíssima paleta de cores) e bonito são camadas e mais camadas de materiais sobre as paredes, de muitos tapetes sobre o chão, objetos sobre as mesas, essas coisas que acumuladores amam (e que também são belas, ora pois).

Acontece que às vezes você se depara com algo simples e cativante pela beleza crua e quase nua que encanta exatamente por isso (ou também por isso). Esse projeto diz tudo a esse respeito. Feito pelos arquitetos Marcos Franchini e Nathalia Bom Conselho, eles utilizaram materiais simples em um espaço de fácil legibilidade.

O que os donos da casa queriam é que a identidade da família fosse impressa a partir dos objetos e mobiliários colocados no local e da rotina no novo lar. Ok. Se deixar os blocos de concreto aparente, assim, desse jeito, fica interessante? Sim! Ficou demais! São eles que vedam a edificação em estrutura metálica e também amplos panos de vidro: uma dobradinha perfeita para tudo dar certo.

O telhado, estruturado através de treliças de aço, tem vedação em telhas termoacústicas, reforçando a utilização de materiais pré-fabricados industrializados, bem como os sistemas hidráulicos, de iluminação e energia além da utilização do cimento queimado em todos os pisos e as bancadas em concreto impermeabilizado.

No primeiro pavimento, um varandão é o elo que liga o externo com a área social, integrando cozinha, sala de jantar e estar, lavabo e escritório. Ah, e tem a piscina, que é um tanque em concreto aparente. E tem também uma área de serviço na parte posterior e uma suíte acessível, para visitas.

No piso superior, uma passarela metálica corta o pé-direito duplo da sala e conecta as duas suítes que ficam em cada extremo da obra. A que fica ao Norte tem varanda coberta com vista panorâmica para as montanhas.

Detalhe importante para entender a proposta, o conceito e os desejos de quem vive aqui: a residência se localiza em uma área de preservação natural do município de Nova Lima, MG, e o paisagismo é a própria vegetação nativa do terreno.

FOTOS: Jomar Bragança

DESTAQUES

Ouça nossos podcasts para

Ouça nossas playlist em

LEIA MAIS

Juan Casemiro

Artista ganha exposição em BH com obras que transitam entre a arquitetura, poesia e o universo da classe operária brasileira

Dias de Sol

Pavilhão Praia, projeto dos arquitetos Caio Camargos, Ramon Duplá e Vinícius Fonseca pra CASACOR Minas 2022 é fluido e inteligente

Tem mágica no ar

Loja/galeria criada pela Alva Design e por Marina Tadeu no segundo andar do Palácio das Mangabeiras tem caráter mais cenográfico

Motorhome: a viagem

Projeto do escritório BCMF para CASACOR Minas 2022 apresenta uma proposta humanizada para quem ama levar a casa para viajar

plugins premium WordPress