Quando a imagem fala

CASAMIRADOR SAVASSI vence premiação do Architizer A+ Awards. Conheça o projeto também por dentro, no studio assinado por Renata Andrade

Insta: RENATA ANDRADECASAMIRADORGISELE BORGESLEON MYSSIORARCHITIZER AWARDS

Há seis anos, uma incorporadora criada por arquitetos e urbanistas apaixonados pela arquitetura, pelo design e pelo desejo de fazer diferente lançou o manifesto da marca, batizada de CASAMIRADOR. O delicioso texto, apresentado em vídeo, já antecipava o que estava por vir. “Somos pouco convencionais. Temos um jeito diferente de ver as coisas. Nada contra os iguais. Mas, convivemos melhor com o diverso. Adoramos o inesperado, o improvável, nos perder em caminhos desconhecidos. Falamos através da imagem. Do silêncio da imagem”, ecoa a voz em off.

A proposta da incorporadora coordenada pelo arquiteto Leon Myssior é quase um compromisso do qual ela não arreda o pé, de apresentar um novo olhar sobre o jeito de morar em projetos contemporâneos e de arquitetura inspiradora. O primeiro lançamento, concluído em 2021, o CASAMIRADOR SAVASSI tem sido reconhecido por isso. O resultado de uma das mais importantes premiações internacionais, o Architizer A+ Awards, premiou o projeto do escritório Gisele Borges Arquitetura para a CASAMIRADOR SAVASSI na categoria DETAILS Architecture + Metal.

“Estou muito feliz com esta premiação. É a primeira vez que tive um arquiteto como contratante. Foi uma interlocução muito positiva. O medo de propor algo disruptivo foi encorajado pelo incorporador, que lançava seu primeiro empreendimento. Este prêmio é de toda minha equipe que com muita competência me ajudou a dar forma a esta CASA mas é também da @CASAMIRADOR que ousou construir finalmente o novo”, comentou Gisele.

O incorporador Leon Missior também comemora: “Fui Arquiteto por quase 30 anos até entender que o meu lugar não era projetando, mas inventando prédios que viessem a ser projetados por profissionais como a Gisele, arquiteta de mão cheia que entende que a emoção só transparece quando bem fundamentada e com boa técnica”.

O CASAMIRADOR SAVASSI, prédio residencial, já chegou mostrando a que veio logo no início. Em lote com menos de 13 metros de frente, é uma construção assimétrica, de difícil compreensão à primeira vista. A pele externa, de chapa de alumínio, oculta o escalonamento da construção, enquanto janelas – que ora ultrapassam andares, ora desaparecem – fazem com que o observador desaperceba a quantidade de pavimentos. Arrojado e contemporâneo, o prédio tem nove pavimentos e 38 apartamentos que possuem soluções variadas, inspiradas em casas, estúdios e lofts. Mesmo tendo muitas unidades, a altura do prédio é relativamente baixa e agradável para a vizinhança.

Outro diferencial foi o envolvimento dos arquitetos em todo o processo de concepção e incorporação. Com uma construção tão bem cuidada como esta, dá sempre uma curiosidade enorme saber como são os projetos de interiores. Um deles, assinado por Renata Andrade, é o que mostramos a seguir.

Identidade, praticidade e muita bossa

Um estúdio com 62m2 de área cheio de bossa e, ao mesmo tempo, bastante prático.  A designer de ambientes Renata Andrade (@estudio_bosque) teve como primeiro desafio apresentar algo fora dos padrões convencionais para essa moradia, localizada nesse que é considerado um dos prédios mais charmosos da cidade. Inicialmente, ela teve o suporte do engenheiro André Ayres no projeto.

Para fugir do tradicional e também por se tratar de um estúdio, ela manteve o espaço aberto e interligado, abriu mão de planejados na cozinha e até da mesa de jantar, bem como de armários na área íntima. “Optamos por usar nesses espaços, prateleiras vazadas em chapas metálicas e algumas gavetas, dando leveza ao ambiente, sem excessos”, comenta.

Na cozinha, foi desenhada uma bancada em pedra, acompanhada de banquetas bem confortáveis. A sensação é de um espaço limpo, prático, em que peças de importantes designers modernistas como Giuseppe Scapinelli, Percival Lafer e Sérgio Rodrigues ganham merecida reverência sem abrir mão da informalidade.

As paredes foram revestidas de lambris de madeira, o que deu um ar bem aconchegante, reforçado pelas cenas criadas através da iluminação. Em uma atmosfera intimista, luminárias antigas garimpadas pelo Brasil ganham destaque.  Outro ponto chave é a escrivaninha Scapinelli que permite uma divisão bem interessante e orgânica para o quarto.

É interessante notar que tudo aqui foi escolhido a dedo. É o caso de cada adorno, do cabideiro em jacarandá e do tapete vintage com flores vermelhas que chama o olhar e oferece uma forma descomplicada de adicionar um plus no charme do conjunto. Aliás, nesse jogo de quebra de expectativas, o banheiro em mármore branco com pia em pedra sabão é um contraste esperto e mostra, ao mesmo tempo, que tudo nesse projeto foi feito com muito cuidado. O resultado do projeto de Renata Andrade é um espaço integrado, conectado a peças e móveis importantes e cheio de identidade.

Tem mais CASAMIRADOR chegando por ai

O mais recente lançamento CASAMIRADOR foi batizado de CASAMIRADOR VIA LÁCTEA, no bairro Santa Lúcia, também em Belo Horizonte. Com o DNA da incorporadora, trata-se de um empreendimento com apartamentos do tipo “loft”, variando de 66,0m² a 92,0m², em 1 ou 2 pavimentos, com mezanino e pé direito duplo na sala. A localização é privilegiada e o bairro é considerado o mais central da zona sul da cidade. O Santa Lúcia possui vários acessos rápidos e fáceis pelas avenidas Nossa Senhora do Carmo, Prudente de Morais e Raja Gabaglia, conectando a bairros próximos como São Bento, Belvedere, Sion e Savassi.

As unidades têm layout flexível e conceito de planta aberta, podendo ter uma ou duas suítes, ainda com a opção de apartamentos com varanda, terraço descoberto ou um pátio verde com jardim natural. O charme, a bossa e a proposta de fazer algo diferente continuam sendo a paixão da incorporadora, com arquitetura assinada, mais uma vez, por Gisele Borges, mesmos, em projetos pensados para garantir e atender o bem-estar e o jeito de morar de cada pessoa.

DESTAQUES

Ouça nossas playlist em

LEIA MAIS

Atração e repulsa

Ruídos, exposição da artista Berna Reale, em cartaz no CCBB BH, apresenta um recorte da extensa produção da artista paraense

Muito além dos muros do museu

Série audiovisual Caminhadas, lançada recentemente pela Oficina Francisco Brennand é um convite para uma jornada pela de redescobertas e inspiração

Cheio de graça

Reforma de um apartamento no centro de Belo Horizonte apresenta soluções que conferem uma digital única a todos os ambientes

De bem com a vida

Projeto paisagístico de Flavia D’urso em propriedade no sul da Bahia respeita a natureza e cria um paraíso muito particular.

plugins premium WordPress