Gourmet dos Sentidos Deca

Sofisticado, o ambiente do arquiteto Sérgio Vianna para a CASACOR Minas 2021 altera a realidade com os benefícios da tecnologia

Insta: Sergio VianaDecaCasacor Minas

Se a alquimia dos sabores aguça principalmente o paladar, o ambiente Gourmet dos Sentidos Deca, do arquiteto Sérgio Viana, propõe uma experiência global, onde a visão, o tato e a audição também são convidados de honra nesse banquete. Para isso, recursos tecnológicos e a integração com a natureza funcionam em total sintonia.

Utilizando quatro módulos de contêiner, tanto a construção, como o acabamento e a marcenaria foram foram pensados para se adaptar a qualquer terreno. O padrão da madeira está presente no piso parquet em porcelanato, da Portinari e também no teto ripado, da Duratex. Na cozinha, peças da Deca parecem dizer que o futuro é agora, como a torneira embutida que surge apenas com um toque e facilita para que a cuba se destine a vários usos e a coifa, que, da mesma maneira, também pode sumir da cena num piscar de olhos.

Na parte interna, a ilha é o ponto central, palco para a execução das receitas culinárias e também onde os convivas não só assistem o preparo dos pratos, como se deliciam, sentados à mesa que sai do centro desse elemento, criando total integração entre todas as ações.

Há detalhes de charme e soluções extremamente criativas, como as cadeiras verde musgo, de design italiano, e a banqueta desenhada especialmente para o espaço, assinada por Zanini de Zanine, de pés metálicos e releitura contemporânea do assento em palhinha e madeira. O inusitado fica por conta da estante que abriga a TV e caixas de som: 17 cubas da Deca foram transformadas em nichos que lembram um cobogó gigante.

Mais surpresas do lado de fora, onde um deck de madeira, suspenso, propõe uma cena integrada à natureza, com mesa mais rústica e a presença de uma peça escultórica, uma namoradeira em aço cortem. O revestimento externo com relevo orgânico colabora para ampliar essa sensação. Nessa área, a qualidade do som é perfeita, com o subwoofer, da Tecai, utilizado no jardim. Cubas da Deca mais uma vez aparecem em novo uso, ao se transformarem em cachepots para plantas, além de compor o lavatório na área descoberta se adapta aos novos tempos.

Essa brincadeira com peças da Deca está também no espelho d’água. Projeções com imagens assinadas pelo artista digital Bruno Zanetti criam, entre carpas virtuais, flores em movimento que desabrocham, criativamente formadas pelo conjunto de cubas da marca. Outros projetores também criam experiências em movimento na parede externa e, internamente, não só sobre a mesa branca, que se colore com as nela imagens projetadas, como na própria ilha, onde o futuro próximo do touch está presente como sugestão, seja para mostrar o cardápio ou para que o chef separe os ingredientes. Na paleta de cores, madeira, vanilla, verde musgo e uma pitada de dourado.

FOTOS: Jomar Bragança

DESTAQUES

Ouça nossos podcasts para

Ouça nossas playlist em

LEIA MAIS

Juan Casemiro

Artista ganha exposição em BH com obras que transitam entre a arquitetura, poesia e o universo da classe operária brasileira

Dias de Sol

Pavilhão Praia, projeto dos arquitetos Caio Camargos, Ramon Duplá e Vinícius Fonseca pra CASACOR Minas 2022 é fluido e inteligente

Tem mágica no ar

Loja/galeria criada pela Alva Design e por Marina Tadeu no segundo andar do Palácio das Mangabeiras tem caráter mais cenográfico

Motorhome: a viagem

Projeto do escritório BCMF para CASACOR Minas 2022 apresenta uma proposta humanizada para quem ama levar a casa para viajar

plugins premium WordPress