Dentro da caixa

Se a ideia é cada um no seu quadrado, que seja com personalidade e beleza, garante projeto da Niu Arquitetura

Insta: NIU ARQUITETURA

Um projeto convencional de arquitetura, daquele tipo que, tão logo a obra seja concluída, passa a sensação de que a casa é muito semelhante a alguma outra já vista, de modo geral é o que mais agrada o comprador, correto? Não, errado. A prova disso vem sendo mostrada por escritórios de jovens profissionais que apostam em algo criativo, dinâmico e, ao mesmo tempo funcional para se destacarem. É o caso da Niu Arquitetura, de Franca (SP), de Yuri Miranda e Douglas Costa. Com foco em casas prontas para vender, eles têm visto que sair do tradicional é uma boa opção.

“Está todo mundo fazendo igual e nós sempre acreditamos que buscar uma arquitetura legal, que priorize o uso inteligente do espaço e materiais que ofereçam uma leitura contemporânea e mais arrojada, poderia fazer nosso trabalho aparecer mais”, comenta o arquiteto Yuri Miranda.

No caso desta casa, implantada em um lote estreito, de 5,5m de largura e 30m de comprimento, o desafio foi ainda o de encarar um orçamento restrito com boas soluções estéticas e funcionais. Com linguagem urbana, ela lança mão de revestimentos cimentícios, cimento queimado, pedras e esquadrias escuras em contraste com o tijolinho e com a madeira, presente no muxarabi da fachada superior, elemento que expressão que dá personalidade da residência.

No térreo fica toda a área social, que foi integrada e distribuída com o mínimo de paredes: estar, jantar, cozinha gourmet, lavanderia e despejo. Para otimizar a circulação de ar e ampliar a iluminação natural, foi criada uma abertura para um pequeno jardim, de 5m x 2m entre o estar e a cozinha, também permitindo a integração desses ambientes com o verde.

No segundo pavimento está localizada a área íntima, com os três quartos, um deles a suíte principal. O dormitório voltado para a fachada da residência utiliza o muxarabi de madeira não só como elemento de privacidade, mas também de ventilação e iluminação natural, aliando função à beleza estética que proporciona.

Em 165m2 de área construída, essa residência não só atende a um programa de necessidades em uma moradia, como se destaca das demais por suas peculiaridades e beleza nada convencional.

FOTOS: YURI MIRANDA

DESTAQUES

Ouça nossas playlist em

LEIA MAIS

Mistura Fina

Projeto do escritório Casa Tereze para apartamento em São Conrado, no Rio, une a bossa carioca com a alma mineira

Arte entre muitas camadas

Ana Claudia Almeida impacta tanto com a solidez quanto fluidez de seus trabalhos, sucesso em galerias brasileiras e no exterior

Presente imperativo

A demanda de construir uma casa em tempo mínimo não impediu ao escritório Bloco Arquitetos, de Brasília, de superar expectativas

plugins premium WordPress