Casa com arte

Iniciativa da Bel Lar Casa Contemporânea leva obras de Israel Kislansky para espaço projetado por Patrícia Hermanny na CASACOR Minas

Insta: Bel Lar Casa ContemporâneaPatrícia HermannyIsrael Kislansky

Nascido em Salvador, na Bahia e radicado em São Paulo desde 1983 o artista Israel Kislansky é referência em escultura figurativa e fundição de obras de arte em metal no Brasil. Formado pela Faculdade Santa Marcelina onde estudou com J. A. Van Acker e Yole Di Natali, ele começou na pintura, mas a escultura acabou falando mais alto a partir da década de 1990, evidenciando seu trabalho.

Pouco antes da decisão de eleger a escultura como narrativa de sua expressão artística, ele percorreu por um mês várias cidades mineiras, para estudar o Barroco e o Rococó brasileiros. A viagem culminou com sua participação no II Congresso do Barroco no Brasil: Arquitetura e Artes plásticas, na histórica Ouro Preto.

Se a relação de Kislansky com Minas já estava selada, atualmente ela ganhou novas nuances. A empresa Bel Lar Casa Contemporânea realizou recentemente o projeto “Jornada da Cerâmica com Israel Kiskansky” que encantou um público cativo pelas lives em que o artista abordou momentos da história da arte tendo a cerâmica como protagonista.

Agora ele retoma o projeto tendo o metal como tema central. Para coroar essa iniciativa, a Bel Lar decidiu levar um pouco dessa história para a 26ª edição da Casa Cor Minas que está em cartaz no Palácio das Mangabeiras, em Belo Horizonte.

O projeto, assinado pela arquiteta Patrícia Hermanny criou um ambiente cenográfico para receber obras de Kislansky de diversos tamanhos. Diferente das galerias usuais, ideia da arquiteta foi apresentar um espaço como uma caixa, com piso, revestimento das paredes e teto no tom do aço cortem, com a intenção de valorizar as esculturas de Israel Kiskansky em seu potencial máximo.

Como em qualquer projeto que assina, Patrícia tem o dom do equilíbrio, da elegância e de uma poética que parece acolher os sentidos de quem passa pela experiência de usufruir qual quer espaço que tenha a sua assinatura. Nesse para a edição da CASACOR Minas 2021 não foi diferente.

Entre os detalhes, a arquiteta conferiu um tom humanizado, compondo com uma mesa original, em jacarandá, de Jorge Zalszupin,  usada como suporte para algumas esculturas menores, em cerâmica. Bancos Bertoia foram dispostos no centro da “caixa”, para permitir a contemplação das obras. No pátio logo na entrada, uma frondosa árvore se integra às esculturas instaladas ao ar livre. Acolhimento, equilíbrio e elegância permitem um passeio extremamente agradável por entre a obra de Israel Kislansky.

FOTOS: Jomar Bragança

PROGRAMA DO DIA

Ouça nossos podcasts para

Ouça nossas playlist em

LEIA MAIS

Sobre a mesa, o sonho

A experiência e as vivências de Ticha Ribeiro somam para que Ma Perle seja uma marca única de Table Couture

Realismo fantástico

Equilibrar razão e emoção em um ambiente encantador e também funcional? O projeto de Manoela Beneti é uma boa resposta