Bossa carioca

Estúdio de 52m2 entre o mar e a lagoa, no Rio é o resumo do charme bem brasileiro e inconfundível

Insta: ESTUDIO BOSQUE (RENATA ANDRADE)

Vou te contar, os olhos já não podem ver, coisas que só o coração pode entender, fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho. A letra de Tom Jobim vem à nossa cabeça assim que nós conhecemos um estúdio de 52 m2, projeto da designer de ambientes Renata Andrade, no Rio, localizado entre o mar e a lagoa Rodrigo de Freitas.

Sabe por quê? Porque ele tem um perfume de bossa nova inconfundível. É despojado, arejado, com um ar de praia e relaxamento que pode ser claramente percebido logo que você entra no ambiente. As texturas, a paleta de cores, os objetos de design, os quadros e várias peças garimpadas no centro do Rio dão esse charme bem brasileiro que é inconfundível.

A Renata abusou dos tons areia, de materiais como cordas, madeira e linhos, o que permitiu rusticidade e leveza ao mesmo tempo. O ambiente é todo integrado, e por isso mesmo é muito, muito prático.

 Logo na entrada, já dá para sentir uma sensação de “relax”, oferecida pelo impacto das luminárias de palha, das cestas com chinelos e das raquetes de frescobol ao alcance das mãos. Dali já se vê a bancada, que é um dos pontos fortes do projeto. Nela, foram colocadas peças cheias de graça, e luminárias charmosas, criando um cenário superaconchegante.

A corda utilizada para dividir organicamente o ambiente, deu um toque forte e, ao mesmo tempo, bem despretensioso. Tudo a ver com os tapetes em fibra natural, bem no clima de praia.

Para fechar a cena interna, sem impedir que ela continue do lado de fora, na varanda foram colocadas cadeiras de junco natural, luminárias em cerâmicas e muitas plantas. Se Tom Jobim disse que os olhos já não podem ver, coisas que só o coração pode entender, aqui é o lugar ideal para um momento de pausa em que o coração pode bater calminho enquanto os olhos descansam em um ambiente com muita bossa e bem harmonioso.

Como a Renata disse, “O maestro foi o regente e deu o tom do projeto. Nós só obedecemos”. Viva Tom Jobim! Viva a Bossa Nova!

FOTOS GENTILMENTE CEDIDAS PELA ARQUITETA

DESTAQUES

Ouça nossos podcasts para

Ouça nossas playlist em

LEIA MAIS

Juan Casemiro

Artista ganha exposição em BH com obras que transitam entre a arquitetura, poesia e o universo da classe operária brasileira

Dias de Sol

Pavilhão Praia, projeto dos arquitetos Caio Camargos, Ramon Duplá e Vinícius Fonseca pra CASACOR Minas 2022 é fluido e inteligente

Tem mágica no ar

Loja/galeria criada pela Alva Design e por Marina Tadeu no segundo andar do Palácio das Mangabeiras tem caráter mais cenográfico

Motorhome: a viagem

Projeto do escritório BCMF para CASACOR Minas 2022 apresenta uma proposta humanizada para quem ama levar a casa para viajar

plugins premium WordPress