A luz de Myrna Porcaro

Templuz lança, em breve, linha Porcaro, assinada pela arquiteta para a mostra Modernos e Eternos e executada pelo Estúdio Moss.

Insta: Myrna PorcaroTempluzEstúdio Moss

Myrna Porcaro é aquele tipo de mulher que, como a letra de Milton Nascimento, sabe que é preciso ter manha, é preciso ter graça e é preciso ter sonho sempre. A arquiteta costuma ser um acontecimento onde quer que esteja. Extrovertida, firme em suas opiniões, cheia de energia, uma coisa é certa: quando o nome dela é pronunciado não há quem fique indiferente. Myrna é daquelas que tem linguagem própria tanto nos projetos de arquitetura e design de interiores que cria, como no próprio repertório de vida.

Por isso, quando resolveu mudar de endereço e sair da zona de conforto que Belo Horizonte e o mercado de São Paulo já lhe ofereciam, sabia que tinha muitos desafios pela frente. Em 2015, ela foi com toda a bagagem que tem, de profissão e de vida, atuar em Miami, na Flórida. Aterrissou na cidade quando ela deixava de ser a meca do excesso no continente americano, com suas Ferraris, iates e joias ostentosas e passava por uma nítida mudança de DNA, com a presença de diversos empreendedores da hotelaria e, sobretudo, com o desembarque, em 2002, da mão de Sam Keller da Art Basel (a feira de arte contemporânea) e a articulação do Design District, que mudaram a cara da cidade.

Embora o terreno fosse fértil para arquitetos e designers, conquistar notoriedade em terra estrangeira não é para amadores. Myrna sempre soube disso. Seus esforços valeram a pena. No ano passado ela conseguiu o Greencard pelo visto 01, que reconhece talentos extraordinários, o que é uma honra para qualquer profissional. Nos Estados Unidos, a arquiteta tem trabalhado ativamente na profissão e, detalhe, seu escritório em Belo Horizonte continua a todo vapor.

Em 2020, por exemplo, ela foi convidada e participou da mostra Modernos e Eternos, que fez uma edição 100% virtual, por conta das medidas restritivas da pandemia. Pronto, estava concretizada a presença de Myrna no evento, acostumada com o mundo online desde que tinha que comandar dois escritórios, um em Belo Horizonte e outro em São Paulo e muitos assuntos eram resolvidos pelo meio digital. O que, aliás, continua a acontecer atualmente, de forma ainda mais intensa, com o designer Fred Sachetto, seu braço direito que reside em BH e a equipe que faz parte do escritório na capital mineira.

Entre as várias parcerias que surgiram para o projeto desenvolvido para a Modernos e Eternos, a Templuz foi uma delas. A empresa, além do amplo showroom voltado para peças de iluminação, oferece soluções em integração de tecnologias e conta ainda com o Estúdio Moos, que atua com equipe fixa e colaboradores, com o propósito de valorizar o trabalho de criativos brasileiros.

Fluiu tão bem, que as peças de iluminação que a arquiteta criou para o ambiente da mostra foram desenvolvidas pelo Estúdio Moos, viraram a linha Porcaro e será lançada em breve. “Foi muito positivo. Eles me deixaram à vontade para a criação das peças, garantindo a divulgação e a comercialização da linha que leva meu nome”, comenta Myrna.

Não foi algo que surgiu em um estalar de dedos. Para concretizar o que queria, a arquiteta aproveitou o início da pandemia para fazer uma imersão. “ Entre março e abril do ano passado, já que estávamos todos confinados dentro de casa, aproveitei para mergulhar nesse projeto e acabou saindo um embrião muito interessante do que eu pretendia”, conta Myrna, que criou uma linha com luminárias de piso e de mesa, abajur, perfil com spots e arandela. “Eu contei com o estúdio para fazer todo o afinamento, a parte técnica, já que não sou da área. O meu mundo vai do concreto à almofada, mas a alma de um produto de iluminação tem que ser confiada aos profissionais competentes dessa área”, admite.

Ela explica que a criação das peças partiu das formas básicas da geometria. Os materiais escolhidos foram o latão escovado e o polido e a lente acrílica cristal. “Refinamos os croquis, chegamos às especificações perfeitas tanto na parte física quanto na tecnologia. Ficou exatamente como eu queria”, diz. Sua predileta, por exemplo, a luminária de mesa, priorizou a funcionalidade e, para isso, possui pontos de articulação que permitem posicionar o foco de luz no melhor ângulo, facilitando o manuseio no dia a dia. A cúpula, repuxada em latão, tem acabamento em acrílico cristalino frontal, que acentua o efeito da luz e dá o toque de sofisticação que é a cara de Myrna Porcaro. O manípulo oferece contrapeso à peça, com esfera maciça em latão polido.

Lembrando o que foi escrito no início desse texto, Myrna também tem força, garra e gana, ingredientes indispensáveis para se sobressair na profissão. O talento e a sofisticação que estão no seu DNA são os temperos que dão o brilho que está presente em tudo o que ela faz.

DESTAQUES

Ouça nossos podcasts para

Ouça nossas playlist em

LEIA MAIS

Juan Casemiro

Artista ganha exposição em BH com obras que transitam entre a arquitetura, poesia e o universo da classe operária brasileira

Dias de Sol

Pavilhão Praia, projeto dos arquitetos Caio Camargos, Ramon Duplá e Vinícius Fonseca pra CASACOR Minas 2022 é fluido e inteligente

Tem mágica no ar

Loja/galeria criada pela Alva Design e por Marina Tadeu no segundo andar do Palácio das Mangabeiras tem caráter mais cenográfico

Motorhome: a viagem

Projeto do escritório BCMF para CASACOR Minas 2022 apresenta uma proposta humanizada para quem ama levar a casa para viajar

plugins premium WordPress